terça-feira, 10 de maio de 2011

Nem sempre tempo ausente é tempo perdido, 
nem todo receio é o que se desfolha de frente ao espelho,
nem o que se despedaça é tempo inocente,


não ao começo que se destrói,
sim à evolução,
nem sempre há tempo na vida,


por isso sonhe, ou durma!

4 comentários:

Paulo Francisco disse...

Às zes a ausência é mais que tempo ganho...
Um abraço

.maria andrade. disse...

ando a dormir

Aninha Zocchio disse...

Para começos que já tem sabor de final, melhor não perder tempo e sim dormir e sonhar para consertar os pedacinhos que ficam.
Bj.

Pâмєℓℓα Vαsconceℓos disse...

Amei teus textos, lindos..
Seguindo ^^

http://pamvasconcelos.blogspot.com/