sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Pra quem já ouviu, se quiser ler tudo bem! Mas pra quem não ouviu leia!..heehehehBom, não sei até que ponto posso me creditar a criticar música. Mas acho que música boa é pra ter uma crítica especial. Pra quem gosta, pra quem ama música pode entender um pouco do que eu possa estar falando. Pensei em alguns cds pra fazer parte da minha "primeira crítica musical" e fiquei confuso. Mas hoje estava ouvindo o cd novo da Roberta Sá pela quinquagézima vez, e escolhi esse! Há umas semanas atrás quando foi lançado, eu me surpriendi. O título do cd é poeticamente bonito e intrigante: "Que belo estranho dia pra se ter alegria". Pensei: deve vir coisa boa ai. Aí por nao aguentar esperar para comprar o cd, acabei fazendo o download dele. Vou começar pela última música, Girando na Renda, talvez a música mais conhecida do cd, ela defendeu no festival da cultura a uns dois anos atrás, música do Pedro Luís, com participação do mesmo, não precisa comentar, música para ouvir e se alegrar. Se eu for comentar as músicas que eu mais gostei vou falar de todas. Portanto, vou falar das que mais me chamaram atenção. "Cancei de esperar você" uma bela canção de D. Ivone Lara e Délcio Carvalho, daquelas músicas para se levar pra uma praia e ficar olhando o mar e pensar nas coisas que acontecem com a nossa vida. "Laranjeira" música própria para levar a um churrasco, ao invés de ficar ouvindo aqueles pagodes paulistanos costumeiros nesses ambientes. "Interessa?" e "Alô Fevereiro" lembram aquelas músicas para se tocar no carnaval. Bom, e por fim... o cd ainda tem outras músicas... "Belo e estranho dia de amanhã" uma música do Lula Queiroga, o feeling que tive sobre a música parece de um dia comum que passa no dia-a-dia de cada um, sempre pensando em uma pessoa, mas prestando atenção no que está ao redor. "Que belo estranho dia pra se ter alegria". Final do ponto. Ponto.
(depois da volta, 30/08/2007)

2 comentários:

patricialage2708 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pati disse...

Toda vez que escuto a Sá, me lembro de vc.
TO-DA-VEZ!

beijo.