quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

No seu sorriso
O meu sorrir
A claridade dos olhos seus
Reluzindo a minha felicidade.
O meu presente no seu olhar
Clara, lua, clara.
Paralisação do meu ser
Alegria de instantes desejados
Pele clara lua clara
Pelo claro do sorrir claro
Canto ausente entre vozes populares
Vento estacionado
Calor aflorado
Música de som em silêncio
Tudo por causa de um olhar
Todo por fervor de um sorrir
Essa menina, essa mulher:
Azul de mar dos olhos seus
Estio do seu tempo
No meu viver;
Este seu sorrir.

10 comentários:

Flávia disse...

Querido Rapha... estaria você apaixonado? ;)

Beijo!

Allas Capucho disse...

O pousa apaixonado???
naum... imagina!!! eu q estou!!!
ou melhor...
nós somos!!!

Pitango disse...

Estaria você apaixonado? (2)
Heheh

Sempre passo para ler seus poemas.
Um abraço,
Pitango

http://www.tchubaduba.blogspot.com/

Zingador disse...

Lindo. O quão um olhar, um sorrir muda tdo na vida da gente.
Adorei o blog, visitarei sempre.
Abraço perfumado.

Ceisa Martins disse...

Nossa que lindo!
Se for um texto causado por um motivo real, fico aqui somente na torcida!

:)

Beijos sr!

Flávia disse...

Ui, demoro a aparecer e quando apareço te coloco no paredão, rs.

Mas em transe também é bom, né? Bom demais!

Bom transe, Rapha!

Beijos!

Zingador disse...

Ah os piscianos, com se entregam, como sentem e como sofrem, heim?
obrigado também pela visita.
Abraço perfumado

Anônimo disse...

olhos de mar
olhos de ressaca
JURA

Patrícia Lage disse...

Phaelzo, querido poeta!
Estava com saudades daqui...

Teus poemas estão dignos de estudos, viu?! Tá querendo estrear uma nova vanguarda pós-moderna???
;)

Beijos!
Os versos me emocionaram.

Atriz disse...

"Vento estacionado
Calor aflorado"

é lindo isso!!!!

bj!