sábado, 23 de abril de 2011

Eu to fora do tempo
Fora de rumo
Fora do prumo
Fora do eixo
Fora da análise
To fora de fazer minha parte

4 comentários:

Paulo Francisco disse...

Ás vezes ficamos na inércia... mas depois voltamos ao eixo e ficamos no olho do furacão.
no momento: tô dentro de tudo.

O Universo dos Pensamentos disse...

Bom dia, as vezes me sinto assim, aff... que coisa ruim.

Maria Andrade disse...

eu tb. faça a minha q eu faço a tua.

Aninha disse...

Bom dia!! Sou a nova seguidora do seu blog. Seus poemas são de encher os olhos!! Tão lindos, simples e que dizem tudo ou muito!