quinta-feira, 22 de novembro de 2007


Caminhava em direção ao nada
Percebeu que repentinamente
Começou a chover poesia
Das enormes gotas,
Rios criavam-se
Levando-o à uma lagoa
Chegou àquele aglomerado de águas límpidas
Mergulhou.
Fez-se em versos a vida num romance.

5 comentários:

leo-desde1984 disse...

deu uma inovada hein!
quando entrei da 1 vez nao tinha imagem nesse texto.
Acho que amplia bem mais os significados com a imagem.. deixa mais bonito tb o texto e o blog
gostei

[]'s

Si disse...

Lindas palavras, moço(é só o que a cabeça me permitir dizer).

Beijos.

eupatriciamesmo disse...

p*** m****.
coisa mais linda do mundo inteiro.

ahhh...
uma chuva assim.

beijo, Rapha.

jura disse...

maravilha de gotas homeopáticas de poesia
de encanto

muito bom

gisele disse...

...E brotaram oportunidades lindas e cativantes!

beijo!!!! Amei a poesia!

Gisele