quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Um poema escrito a quatro mãos. Inspirações no meio da noite!



Nós, corpos flutuantes
Ouvidos ausentes
Pairando feito pluma
Tempo constante.
Passos distintos
À procura de rima
Num vermelho fogo
Barulho incandescente
Pés em ritmo frenético
Versos enfileirados
Sob balcão de bar
Momento bom, patético.
Hipócritas ao redor
Um, dois - fervor.
Patrícia e Raphael.

7 comentários:

eupatriciamesmo disse...

Parceiro!
Somos uma dupla, ora! Dupla errante de versos personificados... Dois poemas mal acabados, nós dois. Dois poemas que deverão ser terminados por nossas mãos.

Passa a caneta pra cá!
rs...
O primeiro de muitos, espero.
beijo grande, Rapha!

leo-desde1984 disse...

Olha só! Anda fazendo parcerias agora é?!
Analisando por uma ótica positiva vocês são iguais.. se não são iguais se completam.. então tá tudo certo.
Muito boa a idéia de colocar o rascunho na foto. O marcelo camelo também fez isso no blog dele..

Abraços Rapha!

Si disse...

Duas pessoas com almas de poeta. Nós, meros mortais, merecíamos esse encontro nobre.
Parceria arrebatadora!

Beijos (para os dois).

Anônimo disse...

Que lindo! Muito inspirado!!!!

Parabéns pra vc e pra parceira!!!

bjs!!Gisele

Guto Capucho disse...

Gostei muito deste poema.
Essa coisa de um homem e uma mulher criarem um poema juntos me soa muito erótico.
Eu seria um libertino se não tivesse sido educado dentro de um lar católico.
Como não consegui seguir minha vocação fui ser poeta.
Vocês tem futuro.
Abração!

Pitango disse...

Parcerias sempre soam interessantes.

Le Petit Prince disse...

Fervi!
Adorei a junção.Adoro ler poemas,mas sou mais de contos.
Abraço,gostei bastente.Virei sempre.