domingo, 27 de abril de 2008

Quem dera se pudessemos entender às vezes os que nos rodeiam. Seria o mar, a melhor escolha para viver e entender nós mesmos. Quem dera eu pudesse entrar no mar sempre, quiçá todos os dias, aí sim, poderia sentir que sal é apenas uma característica desse mistério.

Quem dera eu não fechar os olhos e entender as palavras.

Quem dera fizesse silêncio e os olhos abrissem.

8 comentários:

Jean Rocha disse...

É, já tive boas revelações quando estive mergulhado no sal...
No mar, algumas vidas podem acabar, mas outras também podem recomeçar.
O mar é a estaca zero.

Abraço!

P. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
P. disse...

Pois é...
esse 'quem dera' sempre nos impedindo de realizar o que vem escrito depois dele.

aiai...
beijos.

Luan Iglesias disse...

Quem dera... Belas palavras. Teu pensamento é semelhante ao meu.

Um abraço!

Flavinha disse...

quem dera, Raphinha... esse teu post veio fazer carinho na minha melancolia de hoje.

Quem dera.

Beijo, moço!

Jean Rocha disse...

E aí, Raphael, beleza???
Voltei aqui neste post pra relatar que meu servidor de URL simplesmente fechou as portas sem mais nem menos, e por isso o endereço do meu blog mudou para

http://34deverdade.890m.com/

(favor atualizar link)

Abração!!!

Si disse...

Acordei com vontade de falar sobre o mar, de sorrir, de aconchego... E você transbordando tudo isso.

Anônimo disse...

[B]NZBsRus.com[/B]
Forget Sluggish Downloads Using NZB Files You Can Instantly Find High Quality Movies, Console Games, MP3 Singles, Software and Download Them at Flying Rates

[URL=http://www.nzbsrus.com][B]Usenet Search[/B][/URL]