segunda-feira, 21 de julho de 2008


Segunda-feira. Entro na locadora e claro não há quase nenhum filme para alugar, mas acabo encontrando um quase na hora de desistir de achá-lo. Invasão de domicílio. Não me empolguei pelo título, mas sim pela atriz, Juliete Binoche, sempre uma grande atriz. Também não podia faltar o Jude Law, que vem me perseguindo nos filmes ultimamente, mas ele é um bom ator. Não vou desmembrar a estória aqui pra não perder o clima, mas é simples, surpreendente e bela. Mostra-se como o amor pode ser curado a partir de um erro, ou de erros. Como a falta de alguém causa acontecimentos inesperados. Em um certo momento o personagem do Jude Law vira para a esposa e fala: “Estive atrás de um amor. Por ai.”. Ela o interpela: “E o encontrou?”. Ele: ”Tive medo de perder o grande amor da minha vida. Perdi?”. Não é um filme de amor, mas sobre pontos de vista do amor. Há formas de perdoar e magoar. Há momentos para ser sincero. Passagens da vida em que a sinceridade faz o perdão. O filme é uma arte. Belíssimo. A direção é do competentíssimo Anthony Minghella. Vale a dica!

2 comentários:

Patrícia Lage disse...

hum!
anotada a dica!
conseguiu "Nome Próprio"?
rapaz... vale (muuuito) a pena.

:)
beijinho!

Flah disse...

Anotado ;)