domingo, 16 de agosto de 2009

É um alvoroço o que passa pela minha cabeça,

Transpiro letras por meus dedos

Meu corpo palavra

Não sei se escrevo ou compreendo.

Transmito a sensação de estar só

De meus olhos não enxergarem o que necessito escrever.

Palavro para saber se tenho amor.

Viajo as noites intempestivas dos meus dias ensolarados.

Ouço o palavrar das minhas vogais.

O silêncio que não se cala do que digo.

Ouço e escrevo o que digo.

4 comentários:

Maria Andrade Vieira disse...

nossa! mto mto mto bom! mto bom mesmo!

Pitango disse...

O meu corpo palavra... eu adorei esse neologismo... posso começar a usá-lo? Prometo citar a fonte!

juranha disse...

demais
adorei o palavro pra saber se tenho amor

jusandres disse...

Nossa.. Na falta de palavras, direi apenas "BRAVO"