segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Quero grafar no teu corpo as minhas vontades:

Nos teus pés o peso de minha alma.

Nas tuas pernas e coxas,

A saliva da minha língua.

No teu sexo a minha libido

No teu ventre o meu filho,

Nos teus seios a vida,

Nas tuas mãos as minhas mãos, caminhando.

No teu pescoço o meu cheiro,

Na tua boca a minha poesia,

Nos teus olhos o meu olhar,

No teu cabelo o meu gostar,

Nas tuas costas o meu abraço,

E nos teus ouvidos o meu amor.

3 comentários:

Maria Andrade Vieira disse...

corpo é templo. lindo. bjos.

[ rod ] ® disse...

é a sensação do eterno no corpo e na alma... abs meu caro.

Anônimo disse...

belos versos, com o sempre

JURA