segunda-feira, 26 de outubro de 2009

o sol no meu horizonte
distante,
mas presente
imponete.
o mesmo mar, a mesma brisa
a mesma saudade.
os mesmos versos, a mesma poesia.
o que mudou?
apenas o tempo, presente na falta que o passado faz,
na distância a percorrer para o que virá.

3 comentários:

Anônimo disse...

tempo, tempo, tempo e o mar
lindo
JURA

Maria Andrade Vieira disse...

me deu saudade do que eu não sei. lindo, parabéns. bjos!

Extase disse...

parece uma brisa suave no sol escaldante teu texto