quarta-feira, 14 de maio de 2008

Eu queria sentir o seu cheiro
No dia do meu dia
Eu queria ver o seu sorriso
Na noite deste dia
Eu queria me perder
Na felicidade
Do dia onde estaria preso
Todo o desassossego
Do seu olhar
Azul.



"Sou do sereno, poeta muito soturno
Vou virar guarda-noturno e você sabe por quê
Mas você não sabe que enquanto você faz pano
faço junto do piano esses versos pra você" - Noel Rosa


5 comentários:

Anônimo disse...

Que lindos estes versos!!!!!!!!!!!!

Muito singelo, capaz de a pessoa em questão, se sentir eternamente privilegiada!

E Noel??? Ai, ai...


Beijo!Gisele

P. disse...

Lindo, lindo lindo...
Poeta você!

Me tirou essas lágrimas.

beijo-beijo, sempre, Rapha.

Flávia disse...

Eu ando querendo me perder nuns olhos desassossegados assim...

Eu já te falei que vc versa como ninguém sobre quereres, né?

Beijo!

Anônimo disse...

lindos versos e citação

jura, seu velho amigo desprezado

Ivyna disse...

Direto, reto e poeta...
Doces versos do meu dia!!

Beijao!!