quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Hoje estava ouvindo rádio e descobri que há 99 anos nascia um dos maiores compositores que existiu nesse país. Um dos meus músicos e poetas preferidos. Cartola. Esse mesmo que fundou a Estação Primeira de Magueira e que fez sambas poeticamente geniais. Um boêmio nato. Viveu muito tempo na Lapa no Rio e fez de lá um acervo musical. Fez de letras e melodias hinos que hoje poucos conhecem, infelizmente. Sou fascinado por tudo o que esse mestre fez, por tudo o que ele significou na história da música brasileira. Ouvindo Cartola sinto a inspiração em forma de poesia.
Uma das minhas canções preferidas (se é que é possível isso):

Surge a alvorada
Folhas a voar
E o inverno do meu tempo
Começa a brotar
A minar
E os sonhos do passado
Do passado estão presentes
No amor que não envelhece jamais
Eu tenho paz
E ela tem paz
Nossas vidas
Muito sofridas
Caminhos tortuosos
Entre flores e espinhos demais
Já não sinto saudades
Saudades de nada que fiz
No inverno do tempo da vida
Oh! Deus! Eu me sinto feliz.




Salve Cartola sempre! "A sorrir eu pretendo levar a vida"

3 comentários:

CeiSa disse...

Ah! Cartola...

Memorável, inconfundivel, espetacular!


Beijooos!

eupatriciamesmo disse...

"Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai"

Se eu tomo um copo de vinho bom, ahhh... são esses versos os meus amigos do momento!
rs...

Cartola é mestre mesmo. Adoro!
beijos, Rapha!

Eu* disse...

Cartola é tudo!!! Um dos poucos compositores que aprofundam a alma.
Também tenho outras preferências que aqui não preciso dizer porque a evidência é Cartola.

Obrigada por ter me linkado aqui. Vc tb já está add no meu blog de endereços: www.visitedemais.blogspot.com

beijo. Gisele